Aloé Vera

Aloé Vera

outro nome: erva-babosa

aloevera

Planta típica das regiões de clima seco e quente, o Aloés é conhecido pelas suas propriedades medicinais, desde tempos remotos. Normalmente encontra-se à venda em forma de bebida (sumo), gel, ou cremes dermatológicos. A planta também se dá bem em casa (desde que a temperatura seja acima dos 5º), numa varanda ou num quintal e é fácil de obter. Pode apanhar sol à vontade, mas deve ser pouco regada. Convém colocá-la num vaso grande pois cresce muito.

Usos Medicinais

Estimula o sistema imunitário, tem efeitos anti-sépticos, anti-inflamatórios e antibióticos. É considerado um excelente purificador do organismo, tem efeitos laxantes e está especialmente indicado para todas as afecções cutâneas, como eczemas, psoríase e todo o tipo de feridas e queimaduras, acne, fissuras anais e hemorróidas: hidrata, cicatriza, desinflama. Também pode ajudar a tratar problemas de natureza reumática.

Preparação

uso interno (para processos de desintoxicação, juntamente com alimentação adequada, e fortalecimento do sistema imunitário): beber 25 ml do sumo de Aloé Vera 3 vezes por dia, em jejum, a meio do dia fora das refeições e antes de deitar.

uso externo (feridas, queimaduras, hemorróidas): aplicar o gel 2 a 3 vezes por dia, ou mais se necessário, sobre a pela limpa. Pode misturar um pouco do gel de Aloé com o seu creme de rosto e aplicar 2 vezes ao dia, de manhã e à noite. Máscara hidratante: misture 1 colher de sopa de gel de Aloés + 1 colher de chá de azeite (ou óleo de girassol ou de cânhamo ou de Ghee) + 1 colher de chá de mel. Misture bem e aplique no rosto bem limpo e deixe repousar cerca de 20 a 30 minutos. Retire com água corrente. Enquanto aplicar a máscara certifique-se de que desligou todos os telefones e que criou um ambiente repousante para maximizar o efeito.

Precauções

Devido ao seu efeito laxante, não deve exceder as quantidades indicadas.