Constipações e Gripes

Constipações e Gripes

Quando se aproxima o fim do Verão é frequente aparecerem as constipações e gripes. Pode haver várias razões para tal, mas normalmente isto significa que ingerimos demasiados alimentos Yin (líquidos, saladas cruas, frutas, etc) durante o tempo quente e que, chegadas as temperaturas mais baixas, o corpo tenta libertar-se desse excesso. Em vez de recorrermos logo a medicamentos alopáticos mais agressivos para o nosso organismo, podemos recorrer a algumas práticas caseiras muito fáceis de preparar e eficazes.
Antes de mais, devemos tentar criar uma rotina diária que nos fortaleça e nos mantenha num estado de saúde equilibrada, pois são os extremos que criam as condições propícias para que a doença se instale. Todos estamos sujeitos a contrair todo o tipo de doenças, por isso, mais do que as doenças, o que importa é a qualidade do “terreno” e o estado do Sistema Imunitário que é quem tem sempre a “última resposta”.
No caso das constipações e gripes, devemos tentar repousar e deixar que o corpo se liberte dos excessos, fazendo uma alimentação frugal ou mesmo, em alguns casos específicos e aconselhados por um profissional de saúde, praticando um jejum adequado a cada caso.

O que podemos fazer:
chá de gengibre (ferver 1 L de água, juntar 8 a 10 rodelas finas de gengibre, deixar em infusão e beber quente, em jejum, depois das referições e quando quiser) (nota: o gengibre não deve ferver pois perde as qualidades terapêuticas.
Ao chá de gengibre pode acrescentar anis estrelado (ou erva doce), casca de limão (laranja ou toranja), alho (com casca), pimenta preta em grão e curcuma (açafrão das Índias). Neste caso, pode ferver estes ingredientes durante 10 min., e juntar o gengibre apenas no fim deixando de infusão.

Para aumentar as nossas defesas, podemos beber estessumos, no início das refeições ou fora delas:
sumo de 1 limão + 1 dente de alho + 1/2 cebola(tudo batido na liquidificadora com água) e beber de imediato; se tiver dificuldade em beber, adoce com um pouco de mel ou geleia de arroz.
sumo de cenoura + maçã + aipo + gengibre (bater tudo com um pouco de água na liquidificadora e beber de imediato, pois as vitaminas desaparecem mto depressa); A estes sumos pode ainda juntar salsa, laranja, toranja ou limão, conforme o gosto. É bom variar.

– O créme de Kuzu, é um excelente e eficaz remédio para as gripes: desfazer 1 colher de sopa de kuzu num pouco de água fria, juntar mais uma chávena de água fria, mexer, levar ao lume mexendo até que a solução fique transparente. Apagar o lume, juntar 1 colher de chá de shoyu. Beber quente.

Escalda pés: Ferver uma chaleira de água. Preparar uma bacia ou alguidar com água bem quente e sal marinho (ou, como alternativa, gengibre fresco ralado). Levar para o local onde se vai fazer o escalda pés a chaleira com água a ferver, uma toalha e meias. Deixe os pés de molho cerca de 20 a 30 minutos e vá juntando, pouco a pouco, a água da chaleira para manter a água da bacia sempre quente. Antes de calçar as meias, se quiser, pode e deve!, massajar os pés com um pouco de óleo de sésamo morno (isto proporciona um bom sono).
Este tratamento pode ser feito diariamente e em qualquer altura do dia, sobretudo se a pessoa tiver os pés muito cansados. Mas o ideal é fazer à noite antes de se deitar.

Suplementos: Vit C (2 a 3 gr por dia (não se preocupe, pode tomar até 5 ou 6 gr por dia sem problemas): 1000 mg ao pequeno almoço, e as restantes em intervalos de 1 ou 2 horas); Lisina (1 gr por dia, ao peq almoço); Vit A+C+E+Selénio (1 comp por dia); Complexo B (não exceder a dose recomendada); Equinácea (não exceder a dose recomendada); Propolis (não exceder a dose recomendada).

A EVITAR:
leite e todo o tipo de lacticínios, açúcar, doces, todo o tipo de alimentos refinados (farinhas, arroz e massas “brancos”), álcool, café, chocolate e tabaco.

Alimentos favoráveis:
cereais integrais, legumes de folha verde (pouco cozinhados), cenoura, abóbora, nabo, rabanete, alho francês, courgette, feijões, grão, tofu, tempeh, sopa de Miso, toranja, aipo, salsa, gengibre.

Evite deitar-se tarde e repouse o mais possível, lembre-se que o cansaço (ou a falta de repouso) é o primeiro passo para que a doença se instale. Não tenha medo da doença porquanto ela é sempre um sinal do corpo indicando que, por alguma razão, nos afastámos do nosso centro. Pense positivo, alimente sentimentos e pensamentos alegres e felizes e deixe que, tranquilamente o seu corpo reencontre o seu estado natural e equilibrado.

Paula Soveral
Terapeuta Conselheira em Ayurveda e Macrobiótica
Presidente da Direcção Técnica da Sociedade Portuguesa de Naturalogia